O Santuário

Em 1975, Evandro Ayer e Catarina Schiffer buscando um local para desenvolverem atividades junto a natureza compraram a fazenda Vagafogo.

Percebendo a riqueza do local onde a vegetação do cerrado cede espaço para uma exuberante mata ciliar primaria toda margeada pelo rio Vagafogo, iniciam a abertura de trilhas adotando metas de preservação e sustentabilidade. Com caminhos bem cuidados dentro da mata conduzindo a piscina natural e pequena cachoeira o local passou a ser atrativo para os filhos Uirá  e Maíra e amigos.

Nos anos 90 com o turismo crescente em Pirenópolis a FUNATURA- Fundação Pró-Natureza propõe aos proprietários que o local seja transformado em uma RPPN- Reserva Particular do Patrimônio Natural o que viabilizaria recursos necessários para manutenção e preservação do local.

Após ser realizado o Plano de Manejo foi registrada a RPPN- Reserva Particular do Patrimônio Natural em uma área de quase 30% da propriedade, titularizando o Santuário de Vida Silvestre Vagafogo como a primeira reserva do estado de Goiás e a primeira de uma rede de reservas que a FUNATURA iria iniciar.

 Atestado o grande potencial do local a WWF- World Wildlife Fund (Fundo Mundial da Natureza) tendo como presidente o Príncipe Phillip, fornece recursos para a construção do Centro de Visitantes e a Fundação O Boticário de Proteção a Natureza implementa o mesmo com utensílios necessários. Estas parcerias também auxiliaram  na construção da Trilha Interpretativa Mãe-da-Floresta.

 Assim em 19 de março de 1992, a Fazenda foi aberta para visitação com a  ilustre presença do Príncipe Phillip da Inglaterra, país que apoiou o projeto através de sua embaixada.

Atualmente o Santuário de Vida Silvestre Vagafogo é auto-sustentável, oferecendo diversos programas de turismo, educação ambiental  e na elaboração de produtos do cerrado  em  surpreendentes iguarias. Ainda por seu rico e diversificado potencial o Plano de Manejo foi incrementado revelando nova lista de espécies.                                     

Parcerias

O apoio da Funatura resultou na criação de um plano de manejo para a propriedade. Pesquisadores identificaram elementos da fauna, flora, geografia, geologia, hidrografia, enfim foi possível por meio do plano conhecer a fundo a riqueza e o potencial da reserva.

 

Para execução do plano de manejo, a Funatura teve o apoio financeiro da WWF - Fundo Mundial para a Natureza. Os financiadores do projeto tiveram a garantia dos proprietários que registraram em cartório a perpetuidade para gerações futuras áreas de floresta da fazenda que somam 17 hectares. Em 1990, o Ibama, Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais, criou as RPPNs e a fazenda Vagafogo passou a fazer parte deste importante projeto de preservação da natureza no Brasil. 

 

Para implementação do projeto o Ibama ainda forneceu madeira apreendida para revitalização da trilha e a Fundação O Boticário de Proteção à Natureza doou utensílios elétricos e eletrônicos para necessidade da época a pedido da Vagafogo. 

 

O Governo do Estado de Goiás e a Prefeitura de Pirenópolis têm colaborado para o reconhecimento e a promoção da reserva Vagafogo, um exemplo de ecoturismo e desenvolvimento sustentável.                    

Depoimentos

"A FUNATURA orgulha-se de sua parceria de mais de dez anos com o Santuário Vagafogo, que tem se constituído um ótimo exemplo para iniciativas semelhantes em vários pontos do Brasil, que aliam conservação da natureza e sustentabilidade econômica." 

Cesar Victor do Espírito Santo

Superintendente Executivo da FUNATURA

"O sucesso da reserva Vagafogo mostra que é possível viver em harmonia com o meio ambiente. usar de forma adequada os recursos naturais é o que esta reserva particular vem fazendo com sucesso há 10 anos."

 Dr. Garo Batmanian, Secretário Geral do WWF – Brasil       

"Quando a palavra ecoturismo ainda não fazia parte do vocabulário cotidiano, a embaixada britânica e a WWF patrocinaram a construção do centro de visitantes do Santuário de Vida Silvestre Vagafogo. Estávamos certos de que apoiávamos uma iniciativa pioneira no campo da preservação ambiental, a qual iria ser muito bem sucedida. É, portanto, com enorme satisfação que agora observamos os frutos desse trabalho.

Trabalho que não se restringe simplesmente à promoção do ecoturismo e à conservação da natureza, mas, ainda mais importante, promove a conscientização ambiental da sociedade. Este é um belo exemplo do tipo de iniciativa ambiental que o Reino Unido se orgulha de apoiar.

Há exatamente 10 anos (19 de março de 1992), o Príncipe Phillip inaugurou o centro de visitantes. Hoje, certamente com a mesma satisfação que ele sentiu , inaugurou as novas trilhas que serão utilizadas para educação ambiental, cuja construção financiamos. Desejo boa sorte aos responsáveis por este maravilhoso trabalho e contínuo sucesso."

 Sir Roger Bone - Embaixador Britânico no Brasil                

"Tenho acompanhado há anos, com interesse e admiração, a bem sucedida experiência em ecoturismo que se vem desenvolvendo na Fazenda Vagafogo. É de destacar-se, em primeiro lugar, o caráter pioneiro da iniciativa. Cumpre ainda reconhecer a importância cultural do projeto. Por ter aberto caminho a iniciativa. Cumpre ainda reconhecer a importância cultural do projeto. Por ter aberto caminho a iniciativas similares e, sobretudo, pelo trabalho de conscientização ambiental que realiza, a Vagafogo merece o reconhecimento de todos os que se preocupam com a preservação da natureza. Desejo neste depoimento registrar meu entusiasmo com essa importante iniciativa. "

 Sérgio Amaral - Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior                                     

"O Santuário Vagafogo representa para Goiás um marco referencial no aproveitamento sustentável dos recursos naturais. A Vagafogo determinou novos caminhos para o ecoturismo, ensinando às futuras gerações o real valor do cerrado para a economia goiana e, em especial, para o turismo."

Marcelo Safadi - Presidente da Agência Goiana de Turismo