PRÍNCIPE PHILIP

O Príncipe Philip marido da rainha do Reino Unido, Elizabeth II em sua trajetória pelo Brasil datando 19 de março de 1992 visitou o Cerrado brasileiro, mais especificamente a cidade de Pirenópolis, onde esteve presente na abertura da Fazenda Vagafogo para visitação pública, À época, a fazenda contou com parceria da embaixada britânica, por meio da organização não-governamental (ONG) Fundação Pró-Natureza (Funatura), para se estabelecer como a primeira Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) do Estado de Goiás, financiando a construção de seu centro de visitantes. 

 

“Ele era presidente da WWF, a World Wildlife Fund, e viria para Brasília para inaugurar a sede da WWF na capital federal. Quando ele viu que tinha dado apoio para essa área de Cerrado também, quis saber e fazer parte”, conta a proprietária da reserva, Catarina Schiffer, que, junto com o marido, Evandro Ayer, recebeu o príncipe. 

 

Ela afirma que foi tudo muito rápido e intenso. “A chegada dele foi ansiosa, alegre e difícil, porque imagine estar recebendo uma pessoa que tinha vários títulos! Era bem interessante e bonito estar participando daquilo.” Catarina lembra que, quando descobriram que o príncipe iria a Pirenópolis, as pessoas se reuniram na ponte de madeira e começaram a abanar bandeirinhas quando o carro da embaixada com ele passou. 

 

A visita à fazenda durou algumas horas, teve uma recepção com integrantes da embaixada, do instituto British Council e da ONG e contou com passeio curto pela área com número limitado de pessoas, para que Philip conhecesse dentro da mata e tivesse visão do que era o Cerrado. “Ele era um cara curioso, já tinha pesquisado antes, lido sobre e sabia quais os bichos que circulavam por aqui”, relata Catarina. 

 

Ela avalia que a participação do príncipe na abertura da fazenda é um fato bonito, curioso, que faz parte de uma história que deu certo, enquanto preservação e sustentabilidade. “A gente comemorou 30 anos abertos ao público e trabalhando com educação ambiental, fazendo o que foi proposto. É um grande negócio que deu certo e não desmatamos para plantar arroz”, enfatiza. 

 

No centro de visitantes da Fazenda Vagafogo, há um quadro com foto da visita do príncipe Philip, com ele ao lado de Catarina e Evandro, e uma carta do monarca enviada pela embaixada britânica. No documento, há o agradecimento dele pelo que chamou de interessante viagem ao santuário do casal e afirmações de que gostou de seguir a trilha até a floresta conversando sobre as árvores e a conservação do local. Ainda, que ficou extasiado com as geleias que ganhou.